E se as instituições de crédito pudessem fazer análises mais assertivas e justas do comportamento de pagamentos de um cliente? Com o Cadastro Positivo isso é possível!

Com a base, consumidores e empresas de todos os portes que antes não conseguiam ter acesso a produtos, serviços ou empréstimos pelo baixo score ou falta de informações nos birôs de crédito tem um novo modo de serem avaliadas.

A seguir, te explicamos mais sobre as vantagens do indicador para clientes pessoa física ou jurídica – sim, ambos podem ser beneficiados!

  

O que é Cadastro Positivo?

 

O Cadastro Positivo é uma espécie de “currículo financeiro” de pessoas físicas e jurídicas. Assim, ele permite uma visão completa do histórico e pontualidade de pagamentos de consumidores e empresas – e não apenas o que podem estar devendo.

A base reúne, por exemplo, informações de faturas de cartão de crédito, empréstimos e financiamentos, transações com fornecedores, além de contas de serviços continuados – energia, água, telefone, mensalidades educacionais etc.

O comportamento no mercado é transformado, então, em pontuação de crédito, que compõe o Score. Quanto mais informações positivas um cliente tiver, maiores são as chances de aumentar sua “nota”. No conteúdo deste link, te explicamos mais sobre a importância do score para as análises de crédito!

  

Como os dados são inseridos na base?

 

Aprovada em abril de 2019, a nova Lei do Cadastro Positivo estipula que o compartilhamento de informações de todos os cidadãos e empresas sejam incorporadas ao sistema automaticamente.

Os bancos e empresas são os responsáveis pela inclusão das informações na lista de “bons pagantes”, que ocorre sem autorização prévia. Isso já acontece no cadastro negativo, isto é, na listagem de inadimplentes dos birôs de crédito.

Mas se você ou sua empresa não quiserem compartilhar o histórico, é possível solicitar a exclusão da base! Basta entrar no site Consumidor Positivo, da Boa Vista SCPC, e pedir o cancelamento.

  

A privacidade das minhas informações está protegida?

 

Quando falamos de compartilhamento de dados de pagamentos, é importante ressaltar que o Cadastro Positivo está em concordância com a Lei Geral de Proteção de Dados. Ou seja, as empresas que consultarem o seu CPF ou CNPJ só terão acesso a informações necessárias à análise de crédito.

Da mesma forma, os bancos ou financeiras que disponibilizam os dados só informam os valores pagos, nunca informações sigilosas. As consultam não incluem, por exemplo:

 

  • Seu salário (quanto você ganha, quando recebe);
  • Sua aposentadoria (valor, dia do vencimento);
  • Seu saldo bancário (quanto você tem na conta, na poupança ou em outros investimentos);
  • Limite de cartões de crédito;
  • Detalhes das despesas do seu cartão de crédito (onde ou o que você comprou).

 

Além disso, o acesso à base é permitido apenas para a análise de crédito por parte de empresas e para o próprio titular do CPF ou CNPJ.  Para pessoas físicas, a Boa Vista disponibiliza consulta gratuita ao score e Cadastro Positivo, permitindo que o consumidor acompanhe sua pontuação. Clique aqui e saiba mais!

  

Quais os benefícios em fazer parte do Cadastro Positivo?

 

Para pessoas físicas, as vantagens incluem:

 

  •  Ser reconhecida como uma boa pagadora;
  • Ter seu histórico de pagamento a seu favor: os credores podem avaliar o que você paga e não apenas as dívidas que você possa ter;
  • Maiores chances de conseguir crédito e financiamentos, além de juros menores e prazos adequados ao seu perfil.

 

 Já as pessoas jurídicas podem ter acesso aos seguintes benefícios:

 

  • Concessão de empréstimos e crédito consignado com taxas de juros mais baixas;
  • Conquista de novos investimentos;
  • Fechar negócio com fornecedores e parceiros com mais segurança e facilidade – resultado da melhora na pontuação de crédito.

 

O principal é entender que todas as contas pagas em dia poderão ser consideradas e o cliente, aos poucos, construirá um histórico de bom pagador. A melhor maneira de ter uma pontuação de crédito alta é mantendo os débitos sempre em dia, sem pagamentos em atraso!

  

E como entender esses efeitos no mercado financeiro?

 

Vamos a alguns exemplos práticos:

Segundo relatório do Banco Central, a implantação do Cadastro Positivo levou a uma queda significativa nas taxas de juros para tomada de crédito no ano passado. Para empréstimo pessoal consignado, por exemplo, o BC estima diminuição média de 10,4%, quando analisados consumidores com registros positivos e aqueles ainda fora dessa base.

O mesmo estudo mostrou que, entre pessoas físicas, 41% dos clientes analisados passaram para faixas de score de crédito de menor risco. Entre as pessoas jurídicas, a mudança para faixas mais favoráveis foi de 30%. Ou seja, os consumidores e empresas analisadas melhoraram seu perfil no mercado quando comparado à análise unicamente das informações negativas e restritivas!

Além disso, segundo dados da Boa Vista Serviços, a inclusão do Cadastro Positivo nas análises pode contribuir para a entrada de 20 milhões de pessoas e 2 milhões de empresas no mercado de crédito nos próximos anos!

 

 Quer aprender mais sobre o Cadastro Positivo e como aplicá-lo em sua empresa? Então não deixe de nos acompanhar nas redes sociais! Nas próximas semanas vamos compartilhar outros conteúdos sobre a base de dados e seus benefícios para o mercado. Estamos no Facebook, LinkedIn e Instagram!

 

 

Fontes: Boa Vista Serviços,  Banco Central

ACP

ACP

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.