Um dos principais fatores a serem observados durante a análise de crédito, o Score determina a pontuação de crédito de pessoas físicas e jurídicas.

Quanto mais alto o indicador, maior é o poder de compra e pagamento do seu cliente, e menores suas chances de inadimplência.

Sua empresa já usa esse dado nas consultas? A seguir, esclarecemos as principais dúvidas sobre o Score e como ele pode otimizar a concessão de crédito do seu negócio. Boa leitura!

 

  

  1.     O que é e como é calculado o Score de Crédito?

 

O Score é a pontuação de crédito de pessoas físicas e jurídicas, que vai de 0 a 1.000 pontos. Essa ferramenta indica quais são as chances de um cliente se tornar inadimplente pelos próximos 12 meses. Quanto mais alto o valor, maior a probabilidade dele manter suas obrigações financeiras em dia.

 

A pontuação considera fatores como:

 

 

É importante entender que o Score é apenas um dos indicadores a serem analisados na concessão de crédito. Se o cliente é PJ, ter acesso aos dados do quadro societário e empresas com participações pode ser um fator decisivo. Para clientes PF, saber a renda presumida pode auxiliar na procura pelos melhores valores de um parcelamento. Portanto, ter em mãos o maior número de informações possível é ideal.

 

 

  1.     Em quais faixas de risco os clientes são divididos?

 

Como explicamos, para cada cliente analisado será atribuída uma pontuação.  As faixas de risco apresentadas pelos birôs de crédito são as seguintes:

 

  • Score 0 a 300: Alta probabilidade de inadimplência;
  • Score 301 a 700: Risco médio do cliente não cumprir suas obrigações financeiras;
  • Score 701 a 1000: Clientes com bom histórico de crédito e chances baixas de inadimplência.

 

 

  1.     Como essa informação impacta na Análise de Crédito?

 

Analisar o Score é uma prática que já faz parte do cotidiano de muitas empresas. A consulta é realizada sempre que elas precisam realizar vendas a prazo, emitir cartões de crédito, conceder empréstimos ou financiamentos, por exemplo.

Com o apoio dessa ferramenta, você tem uma visão direcionada das ações do seu cliente no mercado, tornando as vendas mais seguras. Mas é importante ressaltar: a decisão entre conceder crédito ou não deve ser sempre alinhada entre seu time financeiro e comercial.  

Por exemplo: se um comprador apresenta uma pontuação média ou baixa, é viável vender a prazo? O ideal é alinhar quais serão os critérios de risco. Assim, poderá estabelecer políticas de cobrança um pouco mais rígidas nestes casos, sempre acompanhando os pagamentos de perto.

Se a situação for oposta, um cliente com bom score, a cautela também deve prevalecer! Mesmo que o consumidor apresente uma ótima pontuação hoje, dificuldades podem surgir no futuro próximo, afetando sua saúde financeira.

 

Leia também: Análise e Concessão de Crédito – Qual a importância dentro do Ciclo de Vendas?

 

 

  1.     Onde consulto o Score do meu cliente?

 

No site da Boa Vista Serviços, empresa parceira da ACP, você pode consultar o seu próprio score de graça. Porém, essa função está ativa apenas para CPFs.

Se você precisar consultar a pontuação de crédito dos seus clientes, sejam eles pessoa física ou jurídica, será necessário contratar os serviços de um birô de crédito. Eles reúnem dados de fontes públicas e privadas – lojas, bancos, prestadoras de serviços continuados (água, luz, telefone, etc.), que auxiliarão a sua empresa a conhecer melhor o comportamento do seu comprador.

Cada consulta é cobrada individualmente e os valores variam de acordo com a quantidade de informações disponibilizadas. Quanto mais aprofundado for o relatório, mais alto seu preço. Também é possível realizar análises por lote, isto é, mais de uma por vez, o que otimiza o processo para os empreendedores.

Quer saber mais? Preencha o formulário disponível neste link e fale com um de nossos consultores!

 

  1.     Cadastro Positivo e Score são a mesma coisa?

 

Esta é uma dúvida bastante comum e esclarecemos: o Cadastro Positivo faz parte do Score de Crédito. As informações positivas são uma espécie de “currículo financeiro” de pessoas físicas e jurídicas. Com elas, todo o histórico de pagamentos é levado em conta, e não somente as negativações e protestos.

Ou seja: todas as contas pagas em dia poderão ser consideradas e o consumidor, aos poucos, construirá um histórico de bom pagador. Quanto mais informações positivas ele tiver, maiores serão as chances de aumentar a pontuação de crédito.

Levando isso em consideração, temos uma dica muito importante: oriente seu cliente sobre como ele pode melhorar o score. Essa atitude faz com que ele entenda sua importância e cuide mais da sua pontuação!

 

Aqui, você pode trabalhar em duas frentes:

 

  • Demonstrar que a melhor maneira de ter um score de crédito alto é mantendo as contas sempre em dia, sem pagamentos em atraso.

 

  • Incentivar o seu cliente a pedir a inclusão de suas informações no Cadastro Positivo. Toda empresa que vende a crédito precisa, por lei, disponibilizar esses dados aos birôs de crédito! Clique aqui e saiba mais!

 

 

Leia mais: Por que minha empresa deve aderir à Lei do Cadastro Positivo?

 

 

Aprimore a análise dos seus clientes com o Score de Crédito

 

Como vimos, o Score é parte fundamental do sucesso na Análise e Concessão de Crédito. Uma boa pontuação é de interesse de todos: para as empresas, é um sinal de que o cliente é um bom pagador. Para os consumidores, o score alto facilita a obtenção de crédito, produtos e serviços.

Quer contar com o indicador nas análises aos seus clientes? Conte com a experiência da ACP e da Boa Vista Serviços para trazer mais segurança às suas negociações!

Nosso banco de dados conta com informações a nível nacional e trazem uma visão completa das potencialidades e riscos dos seus clientes. Preencha o formulário disponível neste link e fale com um consultor!

 

 

Fonte: Boa Vista Serviços.

ACP

ACP

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.