Skip to main content

Cada vez mais, as empresas estão atentas às principais práticas para redução de fraudes em suas negociações. Conhecer profundamente um cliente e garantir a integridade de seus dados tornou- se necessidade. 

É nesse contexto que a Validação Cadastral dos consumidores ganha espaço no mercado. Além de maior segurança para o empreendedor, o processo também beneficia o consumidor, evitando que seus dados sejam usados indevidamente. 

A seguir, te explicamos as principais características dessa ferramenta e como você pode implementá-la no seu negócio.

 

O que é Validação Cadastral?

 

Empresas que comercializam bens e serviços costumam cadastrar seus novos clientes em uma base de contatos. Nesse momento, você precisa ter certeza que as informações fornecidas pelo comprador estão corretas e são verídicas. Esse processo é a validação cadastral.

 

No método tradicional, a confirmação dos dados é feita manualmente. Você deverá acessar a base da Receita Federal para conferir se o CPF do cliente é válido. Também será necessário checar se as informações da ficha cadastral batem com os documentos apresentados, verificando a consistência e a integridade.

 

Qual a importância desse processo?

 

A confirmação dos dados é de extrema importância para evitar possíveis fraudes e manter o cliente por perto. Conheça alguns exemplos a seguir:

 

  1. Prevenção a fraudes

O principal benefício da validação cadastral se dá no âmbito da redução do risco de fraudes contra a sua empresa. Infelizmente, na era digital, os casos de vazamento de dados, clonagem de aparelhos celulares ou exposição indevida de informações pessoais se multiplicaram. 

Muitas vezes, esses dados, acessados por hackers e comercializados ou divulgados na internet, são utilizados por criminosos para realizar compras ou transações financeiras. 

Por isso, é sempre importante conferir se os dados utilizados em uma negociação pertencem, de fato, à pessoa que os está apresentando. Além de resguardar sua empresa de perdas financeiras, você também contribui para a segurança do consumidor no mercado. 

Você pode aprender mais sobre a proteção dos seus dados na internet com a cartilha do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) – clique aqui e acesse!

 

Leia também:6 dicas para evitar golpes de crédito

 

  1. Manter sua base de dados atualizada

Com a validação cadastral de um cliente você pode, ainda, manter sua base cada vez mais completa. Assim, se precisar entrar em contato posteriormente com o comprador, terá as informações corretas em mãos. 

Imagine os seguintes cenários:

 

  • Cliente se tornou inadimplente: Infelizmente, muitos compradores não conseguem cumprir suas obrigações financeiras. Em outras situações, golpistas adquirem produtos sem a intenção de pagar. Se você precisar cobrar ou negativar este cliente, precisará ter os dados corretos.

 

  • Ações de reativação de compradores: Se o cliente não faz compras recorrentes com a sua empresa, apostar em campanhas de reativação pode ser uma boa opção para realizar um novo contato. Quanto mais informações você tiver, melhor poderá segmentar suas ações comerciais.

 

Você também pode se interessar:Recuperação de clientes inativos – Use sua base de dados a favor das vendas

 

Como fazer a validação cadastral de seus clientes?

 

Citamos anteriormente que você poderá conferir a situação do CPF do seu cliente na base da Receita Federal. Mas, dependendo do tipo e volume de vendas realizadas pela sua empresa, outras informações cadastrais também serão necessárias, o que se torna um desafio. 

 

Hoje, felizmente, contamos com sistemas automatizados para realizar esta tarefa. Com as plataformas de validação cadastral, é possível conferir todos os dados do seu cliente através de uma chave de entrada simples, como o CPF, nome completo, e-mail ou telefone.

 

Além de trazer muito mais praticidade no dia a dia, podendo ser acessado direto no ponto de venda ou caixa, estes sistemas estão adequados à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Você poderá confirmar os dados do seu cliente e armazená-los em um ambiente virtual totalmente seguro!

 

 

E como a LGPD se aplica à validação de dados pessoais?

 

Os serviços de validação cadastral fazem parte das atividades legais perante a LGPD por estarem incluídas na Análise e Proteção ao Crédito, respeitando esta finalidade no tratamento de dados, como exposto no capítulo II, inciso X da lei. 

 As fontes de dados são os birôs de crédito, órgãos previstos no próprio Código de Defesa do Consumidor e considerados como entidades de caráter público. 

A correta manutenção dos dados cadastrais por parte das empresas também constitui importante instrumento de defesa do consumidor, segundo a legislação. A exatidão, clareza e atualização de suas informações estão previstas na LGPD, dentro da finalidade da proteção ao crédito.

Além disso, a empresa usuária da plataforma tem acesso a um ambiente seguro para consulta e armazenamento das informações, atendendo à Lei com toda a responsabilidade necessária.

 

Quer começar a validar as informações dos seus clientes?

 

A ACP traz para os empreendedores do Paraná uma ferramenta capaz de validar dados cadastrais de clientes! 

Dividido em 4 módulos, o Valida ID reúne, atualiza e confirma informações cadastrais de pessoas físicas no ato da venda, reduzindo o risco de fraudes. 

O preenchimento é automático, bastando fornecer o CPF do comprador. A plataforma informa o nome completo do cliente, assim como seu melhor contato. Assim, terá em mãos informações que realmente importam para o seu negócio.

 

Clique aqui e conheça mais sobre essa solução!

 

Referências: Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), Palácio do Planalto.

Leia também:Higienização e Enriquecimento de Dados – Aprimore suas estratégias de vendas e marketing

ACP

ACP