Natural da cidade do Rio de Janeiro, Aline Niemeyer é advogada, psicóloga, especialista em Psicologia Positiva, empreendedora e escritora. Desde 2004 reside em Foz do Iguaçu, onde acelerou suas produções literárias.

Seu primeiro livro foi a biografia do extraordinário cientista suíço Moisés Bertoni, que viveu até o ano 1929 na tríplice fronteira (Brasil, Argentina e Paraguai). Bertoni contribuiu com inúmeras produções científicas na região, especialmente na botânica e na cultura guarani. O livro veio junto com a criação do Colégio Bertoni, em Foz do Iguaçu. Aline, como advogada, foi responsável pela legalização do empreendimento.

Desde criança, proativa e cheia de energia, Aline pensava grande. Gostava de caminhar com uma pasta cheia de seus escritos e a segurava como um tesouro. No centro, uma etiqueta com o título: “Pasta da Escritora”. Seu sonho era ter uma casa no alto da montanha, no meio da natureza, e uma máquina de escrever para criar vários livros.

Atenta e comprometida em ser útil e melhor para o mundo, aos 8 anos de idade escreveu inúmeras cartas para ajudar na paz mundial e erradicar a pobreza. Endereçou uma delas, à época, ao Fundo Monetário Internacional (FMI), pedindo que a dívida do Brasil fosse perdoada. O coração puro de criança entendia que suas cartas poderiam solucionar estas questões.

 

Voluntariado como vocação

Outra paixão antiga da Aline, desde a infância, é escutar com atenção as histórias de vida das pessoas. Assim, procura descobrir o que sentem e pensam, com objetivo de compreender melhor como ajudá-las. O amor de Aline pela escrita e pela psicologia gradativamente expandiu horizontes e oportunidades. Nesta jornada, auxiliou crianças e jovens a se tornarem autores, e, ao mesmo tempo, os ajudou a superar problemas psíquicos através da Grafoterapia, técnica de terapia realizada através da escrita.

O primeiro trabalho realizado neste sentido foi o livro “Mensagens de uma Adolescente”, da jovem Karine Alves. Menor órfã, a menina morava em uma das casas abrigo das Aldeias Infantis SOS em Foz do Iguaçu e tinha o sonho de se tornar escritora. Aline, através do trabalho voluntário, acompanhou a jovem Karine nesta empreitada e transformou o sonho da pequena em realidade.

Aline pratica o voluntariado desde jovem: começou no Instituto Ronald McDonald e participou de diversas associações. Inclusive lecionou para crianças e jovens em projetos sociais e voluntariado no Colégio Bertoni em Foz do Iguaçu. Através desta atividade pioneira, criou a “Berts Voluntários” e introduziu a filosofia de voluntariado na instituição de ensino.

Atualmente, Aline segue voluntariando e participa de projetos sociais. Sua motivação é continuar a despertar o vínculo afetivo de pequenos paranaenses, brasileiros e sul-americanos com a leitura e a escrita. E, com isso, tornar outras crianças e jovens em escritores. Em seu consultório clínico, ela também utiliza contos terapêuticos como forma de trabalhar com as crianças.

 

Obras literárias

Em 2014, Aline lançou o livro infantil “O Jardim de Alice” pela Editora Epígrafe. A obra traz reflexões e diálogos sobre as relações familiares, a vida e a morte, adaptada para as crianças.

Recentemente, outras publicações de literatura infantil foram lançadas pela Editora Sinopsys: “O Quarto de Carla” ensina organização para os pequenos. Já “Os Desafios de Lara” incentiva a mentalidade de crescimento nas crianças, e a “Biblioteca de Nina” tem o objetivo de incentivá-las a gostarem de ler e ter sua biblioteca pessoal desde cedo.

Para Aline Niemeyer, estimular desde a infância a leitura e a escrita são alguns dos mais profundos hábitos do ser humano.

2 Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.