Consultas veiculares oferecem diversas informações relevantes, tais como histórico de furto e roubo, registros de leilões ou pendências, por exemplo. Mas você sabia que outros dados comerciais estratégicos podem ser extraídos delas? 

Saber se o seu cliente tem um automóvel com dívidas pode ser um indicador importante na análise de crédito. Ou se um comprador oferecer um veículo como parte do pagamento, é essencial saber qual a situação cadastral deste bem. 

A seguir, explicamos como você pode utilizar os dados veiculares em suas ações de concessão de crédito e cobrança. Boa leitura!

 

 Caso 1: Automóvel oferecido como parte do pagamento

 

Mais comum para empresas que lidam com transações de valores mais altos, o oferecimento de um automóvel como parte do pagamento de uma dívida pode ser aceito, mas com cautela.

Isso porque, apesar de parecer vantajosa, a negociação pode trazer mais dores de cabeça para você e sua empresa. Vamos a alguns exemplos:

  

Alienação fiduciária:

 

Esta é a condição de veículos financiados que ainda não foram quitados. Nesse caso, o próprio veículo é garantia do pagamento, podendo sofrer ação de busca e apreensão. Essa informação está presente no “Gravame”, registro realizado no Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN).

De forma geral, veículos sob alienação fiduciária não podem ser transferidos para um novo dono até que os débitos estejam quitados. Ou seja, o automóvel tem uma restrição, que impede sua posse ou comercialização por um novo proprietário.

  

Histórico de Sinistros – Cuidado com a desvalorização!

 

Ao aceitar um veículo como parte do pagamento de uma dívida, é preciso ter amplo conhecimento sobre o valor de mercado do bem em questão. Mas quais são os pontos de atenção?

Ao realizar uma consulta veicular, você poderá saber qual o histórico de sinistros do automóvel. Ou seja, se ele já esteve envolvido em acidentes, perda total, roubo, leilão ou qualquer situação que causou danos e prejuízos ao veículo. Esses dados são decisivos para definir qual o preço de mercado no momento e condição atual, podendo contribuir para sua desvalorização!

  

Caso 2: Análise de crédito

 

A análise de crédito, em geral, precisa ser extremamente confiável. É por meio dela que a empresa conhece com precisão o histórico dos seus clientes antes de fechar uma negociação.

As consultas veiculares podem se encaixar perfeitamente no processo de concessão de crédito, dependendo do seu modelo de negócios.

Por exemplo: seu cliente tem débitos em aberto de um automóvel? Impostos, como o IPVA, são enviados para a dívida ativa, e não são incluídos nos birôs de crédito, por exemplo. Conhecer as pendências financeiras veiculares é uma forma de analisar o histórico financeiro do cliente e determinar se ele tem condições de arcar com novas dívidas!

 

 

Caso 3: Cobrança de dívidas

 

Um terceiro caminho para a utilização de consultas veiculares na sua empresa está ligado ao processo de cobrança.

Em caso de clientes inadimplentes, ela pode ser uma ferramenta importante na recuperação de crédito da sua empresa. Você pode realizá-las para verificar se o carro do seu consumidor está avaliado dentro do valor da dívida e pegá-lo como quitação integral ou parcial.

Desta forma, sua empresa precisa recorrer ao judiciário, iniciando um pedido de penhora do veículo do inadimplente. Na execução da ação, duas possibilidades se apresentam: a propriedade do bem é transferida à empresa credora, ou este é alienado e levado a leilão. O valor obtido deve cobrir a dívida em si, mas também todas as custas processuais.

Mas é preciso estar atento aos direitos do devedor! Bens e verbas que garantam o seu sustento e de sua família não podem ser penhorados. Neste artigo do nosso blog, você pode aprender mais sobre o tema.

  

Como contratar uma Consulta Veicular para a sua empresa?

 

Se você ficou interessado no assunto, considere incluir as consultas veiculares fornecidas por empresas especializadas no seu negócio.

A ACP oferece diversas modalidades de consultas tanto para os consumidores (pessoas físicas), quanto para empresas (pessoas jurídicas). O histórico do veículo pode ser pesquisado a partir da numeração da placa, chassi ou motor do automóvel, e os relatórios entregues de forma impressa ou digital (por e-mail).

Para falar com um de nossos consultores, basta apenas preencher o formulário disponível neste link e aguardar nosso retorno!

 

 

Leia também: Por que consultar o histórico de um veículo seminovo antes de adquiri-lo?

 

Referências: Banco BV.

ACP

ACP

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.