Com o avanço da vacinação contra a Covid-19, a população está, aos poucos, retornando aos seus hábitos de consumo. Estudos do Sebrae realizados a partir de dados da Fiocruz indicam que o segundo semestre é o momento ideal para o comércio se preparar para a retomada da economia.

 

Sabemos que a maioria das empresas precisa de ajuda para colocar suas atividades nos trilhos novamente. Além disso, o público também foi impactado devido aos índices de desemprego ocasionados pela pandemia: de acordo com a Fundação Getúlio Vargas, a renda individual do trabalho do brasileiro teve uma queda média de 20%.

 

Diante deste cenário, o comerciante, mais do que nunca, precisa de apoio em várias frentes. Nós, da Associação Comercial do Paraná, temos 6 dicas que vão ajudar a enfrentar este momento e fazer crescer o faturamento. Acompanhe!

 

1 – Diminua custos

 

Sem dúvidas, este é o primeiro item que passa pela cabeça do empresário. Mas como reduzir custos em uma operação que já era definida de acordo com as diretrizes do proprietário?

É possível conseguir essa redução com a utilização de um sistema de emissão de Notas Fiscais. Como há a questão da obrigatoriedade da emissão de NFe para empresas contribuintes do ICMS, a utilização de um emissor que não seja gratuito pode trazer alguns benefícios extras além de cumprir com a legislação vigente.

 

  • Menos papel e equipamentos

Com a emissão da Nota Fiscal Eletrônica, você utiliza menos papel, o que é ambientalmente correto, econômico e ainda é uma precaução contra a Covid-19, já que se evita o manuseio de material físico. Além disso, por ser um sistema, não demanda grandes mudanças em termos de equipamentos.

 

  • Integração de funções

Com um sistema já integrado, é possível gerenciar diversas áreas como financeiro, compras, estoque, entre outros, com um operador em apenas um equipamento.

 

  • Área para o contador

 

Ao invés de procurar e enviar inúmeros arquivos ao seu contador para a declaração à Receita, com um sistema é possível que ele tenha acesso direto, com a possibilidade de se organizar de acordo com as suas diretrizes. Isso economiza tempo e recursos.

 

2 – Lembre-se da segurança

 

Ao investir no sistema já descrito acima, outro ponto muito importante passa a ser suprido: a segurança. Utilizar um software de gestão como o ERP já garante uma economia a mais, pois o fornecedor conta com uma segurança altamente eficaz no que se refere aos documentos emitidos e informações armazenadas.

 

3 – Gerencie o seu estoque

 

Após tantos meses com baixo movimento, é natural que o estoque passe a se esgotar mais facilmente. Administre a reposição seguindo a demanda do seu público.

 

4 – Atenção à gestão financeira

 

A saúde financeira da sua empresa precisa, mais do que nunca, estar pronta para o novo momento do varejo. Além de cortar custos, é preciso otimizar os fluxos de caixa e obter controle. Para isso, é fundamental o treinamento correto do responsável pela área e a implantação de um sistema eficaz que conte com relatórios claros e objetivos, de modo a ganhar tempo com a segurança que você precisa.

 

5 – Busque parcerias e campanhas de incentivo

 

“A união faz a força”. Para a retomada da economia após a pandemia, este ditado faz todo o sentido. Ao procurar por Associações e entidades de classe, com certeza você vai se deparar com alguma ação ou campanha de incentivo voltada ao comerciante.

Informe-se, atualize-se e participe deste movimento para que todos saiam ganhando. A Associação Comercial do Paraná, por exemplo, vem realizando diversas ações com o seu Comitê Covid-19.

 

  • Campanha de Natal

 

Outra ação tradicional no comércio é a campanha de incentivo às vendas em datas de ampla movimentação, como o Natal, Dia das Mães ou Dia dos Namorados. A ACP acaba de lançar a sua campanha “Natal Super Premiado”, que entregará aos sorteados R$ 300 mil em prêmios.

Este é um exemplo de ação que atrai ainda mais cliente com custo baixo ou zero para o comerciante.

 

6 – Divulgue sua loja

 

Quem não é visto não é lembrado. Hoje, existem diversas formas gratuitas de divulgar sua loja e seus produtos, seja pelas redes sociais, e-mail ou outros. Se tiver muitas dúvidas, um curso básico pode ajudar a alavancar suas vendas pela divulgação!

 

 

7 – Cuidados sanitários

 

Além de todas as ações que podem ser tomadas a nível gerencial, os cuidados sanitários contra a disseminação da Covid-19 continuam sendo o ponto principal para uma retomada econômica com segurança, além de atrair mais clientes pelo seu cuidado.

É preciso pensar no coletivo e tomar precauções como:

– Seguir as regras de capacidade do estabelecimento e horários de abertura conforme os decretos da Prefeitura local;

– Atentar-se para o distanciamento social entre os clientes;

– Ter álcool em gel à disposição do público.

 

E sua empresa está fazendo algo novo para se reinventar? Conte para nós nos comentários!

Aproveite para conferir tudo o que a ACP vem preparando para os seus associados no site da entidade.

 

 

Fonte: Novarejo, Fundação Getúlio Vargas

ACP

ACP

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.