Mais um mês terminou e, na hora de confrontar os extratos, você percebeu que suas vendas no cartão não batem. Esse poderia ser um caso isolado, porém, no mês seguinte a mesma acontece. 

O que está havendo? Será que você está fazendo algo de errado?

Sim e não. 

Infelizmente, esse problema é mais comum do que imaginamos: 78% das empresas encontram divergências nas suas vendas com cartão. 

Os culpados são as armadilhas encontradas ao longo do processo.

 

Por que as vendas no cartão não batem

 

O processo de recebimento das vendas no cartão é complexo e cheio de emboscadas.

A primeira diz respeito ao repasse dos pagamentos. Como leva certo tempo para que você receba o valor das transações, o fechamento de caixa é complicado.  O desafio é ainda maior no caso de vendas parceladas

Depois, temos os descontos cobrados pelas operadoras de cartão, por conta dos serviços prestados.

 

Problemas nas vendas com cartão

1. Taxas e tarifas divergentes

Em cada venda realizada, as operadoras cobram taxas que variam de bandeira para bandeira. Essa tarifa é cobrada pelos serviços prestados como, locação de máquinas POS e/ou PinPAD. 

Sendo assim, suas vendas no cartão não batem porque o valor recebido não será exatamente o mesmo que o da transação. 

2. Estornos

Também conhecido como “chargeback“, o estorno acontece quando:

  • O cliente não reconhece a compra e pede para a operadora cancelar a operação;
  • O sistema reconhece uma tentativa de fraude e cancela a venda. 

Nesses dois casos, você terá que arcar com tarifas. Saiba mais

3. Lançamentos não realizados

De vez em quando, os sistemas das operadoras falham e o pagamento de uma venda não é efetuado. Isso acontece porque:

  • O próprio POS e PinPAD cancela a venda;
  • Uma venda com o mesmo valor no mesmo cartão foi realizada no mesmo período de tempo;
  • Ou o registro da venda não foi computado. 

 

O que fazer para evitar esse problema?

 

Quando as vendas no cartão não batem, você precisa confrontar todos os dias cada uma das vendas.

Você pode fazer esse processo manualmente, sempre no final do dia. Se a sua loja utiliza POS (maquininha), guarde todos os comprovantes das transações e, então, confira se as vendas foram reconhecidas e repassadas pela operadora. 

Agora, se a sua loja utiliza TEF, o controle fica um pouco mais fácil. Basta escolher um período e gerar um relatório no sistema. Feito isso, verifique o número de vendas no cartão, confrontando valores repassados e recebidos.

 

 

Conciliação automática de cartões

Se você não tem tempo para realizar essa tarefa, você pode contar com a ajuda da tecnologia. Os softwares de conciliação automática agilizam todo o processo, conferindo, sozinhos, todos os lançamentos e tarifas.

Quando o conciliador está integrado em um sistema de gestão PDV, as chances de não receber uma venda são bastante reduzidas, pois todo o processo será registrado. 

O que acha de conhecer mais sobre essa solução?

 


ACP

ACP

ACP: há 129 anos conectando o comércio, a indústria e os serviços.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.