Há mais de um ano, o mundo convive com a pandemia causada pela Covid-19. Não há dúvidas de que o vírus alterou relações de trabalho e de convívio social e o maior exemplo disso é a utilização de ferramentas on-line para resolver diversas questões do dia a dia.

No caso da resolução de questões legais, existe um ponto importantíssimo: a segurança. Em poucos dias, foi necessário adaptar-se a distância e o grande aliado para que isso fosse possível já é um velho conhecido: o Certificado Digital.

Para se ter uma ideia, de acordo com o Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, apenas no último mês de maio foram emitidos 611 mil novos certificados digitais, o que representa um crescimento de 30,3% em relação ao mesmo mês do ano anterior. Em cinco meses, foram emitidos 2,9 milhões de certificados digitais, um aumento de 48,19% em relação a 2020. Trata-se de um recorde na emissão.

Se você ainda não possui o documento ou precisa renovar, a seguir, elencamos alguns motivos para utilizá-lo e tornar diversos processos muito mais práticos e seguros, seja para empresas ou pessoas. Acompanhe!

 

Leia também: Entenda qual é a importância do certificado digital para sua empresa

Imposto de Renda

Uma das utilizações mais conhecidas do Certificado Digital é para a emissão do Imposto de Renda. Com ele, é possível fazer a entrega da declaração de forma mais ágil, com segurança e custos reduzidos.

O primeiro benefício é que a Receita Federal disponibiliza a Declaração pré-preenchida para quem utiliza Certificado Digital. Ela já vem com alguns dados, como rendimentos, deduções, bens e dívidas, e está disponível para download no Portal e-CAC.

Outro benefício é que, por já estar com os dados principais atrelados ao sistema, há menor risco de o contribuinte cair na “malha fina”.

 

Emissão de Notas Fiscais

Todo empreendedor já está acostumado a emitir Nota Fiscal. Com o auxílio do Certificado Digital, o procedimento torna-se mais rápido, pois é possível acessar áreas restritas no sistema a quem não possui o documento.

O mesmo vale para outras entregas fiscais: com a pandemia, a ação tornou-se ainda mais eficaz, pois não há necessidade de entregar documentos presencialmente à Receita.

 

Assinatura de contratos digitais

A vida não parou durante a pandemia. Negócios precisam ser fechados para que a economia continue girando, porém, quanto mais digitais forem os procedimentos, melhor.

Por isso, o Certificado Digital vem sendo cada vez mais utilizado para a assinatura de contratos e outros documentos eletrônicos, a fim de evitar que as negociações sejam postergadas. Além disso, o documento garante total segurança.

 

Internet Banking

Se antes da pandemia a utilização do internet banking já era uma forte tendência, foi durante ela que o público aderiu ainda mais. Afinal, quanto menos adentrar em uma agência física com caixas eletrônicos utilizados por centenas de pessoas, melhor.

Alguns serviços específicos de internet banking podem ser acessados apenas com o Certificado Digital.

 

Telemedicina

Uma das maiores novidades que surgiu devido à pandemia é a possibilidade de teleatendimento para consultas médicas. Para que houvesse essa possibilidade por parte do Conselho Federal de Medicina, a utilização do Certificado Digital foi uma exigência para que as receitas e os atestados tivessem validade.

Não há dúvidas de que muitos negócios se mantiveram graças à possibilidade de atendimento e resolução de procedimentos on-line. Com o Certificado Digital, os processos tornam-se mais ágeis, seguros e com menor burocracia.

 

Como adquirir

A Associação Comercial do Paraná comercializa o Certificado Digital Certisign – o mais reconhecido pelo mercado – em versões para diferentes públicos: e-CPF (Pessoa Física), e-CNPJ A1 (Pessoa Jurídica), NF-e (para emissão de Nota Fiscal Eletrônica) e CT-e (Conhecimento de Transporte).

Acesse e garanta já o seu!

 

Fonte: TI Inside

 

 

 

 

ACP

ACP

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.