Skip to main content

Todo início de ano, milhões de contribuintes se preparam para a entrega da Declaração de Imposto de Renda à Receita Federal, o tributo que acompanha toda a evolução patrimonial de Pessoas Físicas.

Em 2022, o prazo de entrega iniciou no dia 7 de março e segue até 29 de abril. Para realizar a declaração, é necessário fazer o download do Programa Gerador de Declaração (PGD) clicando aqui.

A dica é procurar se antecipar o máximo possível para receber a restituição, caso seja aplicável, no início do processo de pagamento. Outra vantagem é que o contribuinte pode realizar possíveis correções a tempo antes do término do prazo, além de evitar lentidão no sistema nos últimos dias de entrega.

 

A seguir, trazemos um pequeno guia para facilitar a entrega da sua declaração de Imposto de Renda.

 

Quem deve declarar?

Os seguintes grupos de contribuintes devem realizar a declaração de IRPF neste ano:

 

– Quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2021;

– Quem teve uma renda bruta maior que R$ 142.798,50 em atividade rural;

– Possui ganho de capital e operações em bolsa de valores;

Teve a posse ou a propriedade, até o último dia do ano, de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300.000,00;

Se estiver na dúvida para declarar ou não, entre em contato com o seu contador de confiança.

 

 

Como evitar problemas no preenchimento

 

No momento de enviar a declaração ao leão, é muito raro encontrar um contribuinte que não tenha medo de cair na malha fina, ou seja, quando a declaração não é aprovada nos critérios do Ministério da Economia.

Atualmente, o sistema de declaração é altamente qualificado, porém, algumas dicas são essenciais para evitar problemas com o seu Imposto de Renda:

 

Organização

 

Durante o ano, mantenha a sua documentação organizada. No momento da declaração será muito mais tranquilo realizar o preenchimento. No caso de falta de documentos, poderão surgir problemas na Receita.

 

Dados legítimos

 

Não adianta tentar esconder os rendimentos do Leão ou mascará-los. Seja o mais sincero(a) possível, independente da possibilidade de restituição. Além disso, fraudar documentos é crime!

 

Conferência

 

Confira se todos os dados informados conferem com a fonte pagadora.

 

Patrimônio

 

Não esqueça de declarar itens de patrimônio como imóveis, automóveis, entre outros.

 

Utilizando Certificado Digital para facilitar a entrega da declaração

 

Uma forma rápida e eficaz de declarar o seu Imposto de Renda é utilizando Certificado Digital. Este documento veio para facilitar – e muito – a vida de Pessoas Físicas e Jurídicas. Ele funciona como identificação segura em meios eletrônicos, como o caso da declaração de IRPF. Com a assinatura digital, as informações e os documentos entregues têm validade jurídica, o que garante a integridade e a autenticidade do arquivo enviado.

Uma das grandes vantagens para quem possui Certificado Digital é a possibilidade de consultar as cinco últimas declarações de Imposto de Renda. Os contribuintes que não possuem e-CPF só podem consultar a declaração do último ano.

Além disso, a Receita Federal disponibiliza a Declaração pré-preenchida para quem utiliza o documento eletrônico. Ela já vem com alguns dados preenchidos, como rendimentos, deduções, bens e dívidas.

 

Casos obrigatórios

 

Vale destacar que são obrigados a utilizar o Certificado Digital no preenchimento da declaração do Imposto de Renda os contribuintes que receberam rendimentos tributáveis sujeitos ao ajuste anual, e cuja soma tenha sido superior a R$ 10 milhões, além daqueles que realizaram pagamentos de rendimentos a pessoas jurídicas, quando representam dedução na declaração, em soma também superior a R$ 10 milhões.

 

 

Certificado Digital no IRPF e outras declarações

 

Além da utilização no IRPF, o Certificado Digital Entre traz diversas outras vantagens. Entre elas, a redução de custos com autenticações. Como o envio dos documentos pode ser feito eletronicamente com o uso da certificação digital, gastos com impressões e transporte de documentos podem ser drasticamente diminuídos, além da segurança mais garantida.

 

O Certificado Digital oferece essas vantagens porque pode ser armazenado no computador ou na mídia, o que possibilita a transmissão remota das informações à Receita Federal.

 

 

Adquira o seu Certificado Digital

 

A Associação Comercial do Paraná comercializa o Certificado Digital para Pessoa Física e Jurídica com a qualidade Certisign, a maior certificadora do país. O atendimento é ágil e pode ser marcado para ser realizado via teleconferência.

Para adquirir o seu, entre em contato conosco: 41 3320-2341 ou clique aqui.

ACP

ACP